Tarryn Fisher e J. Sterling fizeram meu dia

Nunca vou esquecer o dia primeiro de setembro de 2016.

No dia, eu saí de casa desanimada achando que eu não conseguiria chegar a tempo na livraria da Travessa, do Shopping Leblon. Estava imaginando que não conseguiria conhecer a minha autora favorita Tarryn Fisher e a querida Jenn Sterlin. Eu fiz todos os cálculos possíveis – considerando tempo, distância e trânsito – para chegar ao shopping. Estava ansiosa e apreensiva. Tinha quase certeza que não conseguiria. Mas não poderia deixar de tentar. E já estava me contentando em dar um tchauzinho de longe. Mas aquele era o meu dia. Deu tudo certo. Deu tudo mais que certo. De todas as perspectivas, nunca poderia imaginar que aquela noite seria tão perfeita.

img-20160902-wa0061

Eu com as PLNs. Marina (esquerda) e Janine

Logo que cheguei à livraria, encontrei Marina Bigio e Janine Bürger que gentilmente conseguiram guardar um lugar para mim. Ainda deu tempo de comprar o livro O Jogo Perfeito da Jenn Sterling (Eu só tinha a versão digital até então) e o segundo e terceiro livro da série Love me with lies da Tarryn. Depois eu e as meninas ainda tivemos tempo para trocar indicações de livros.

A felicidade era tanta. Agora só bastava completar a missão que era conseguir um abraço e um autógrafo da Tarryn.

Sim. Minha meta era Trryn. Eu não tinha muitas ambições sobre a Jenn. Até o memento eu ainda estava chateada com o final do O Jogo Perfeito. Estava super irritada com a personagem principal. Por isso, não havia dado continuidade na leitura da série dela e não conhecia muito o trabalho da Jenn. O que é um arrependimento… porque ela é uma pessoa incrível.

Primeira aparição das autoras

Nós já devíamos estar quase uns 40 minutos na fila, quando Tarryn e Jenn chegaram na livraria. Elas foram direto para a Cafeteria fazer um lanche. Eu fiquei encantada com as duas. Ambas bem vestidas, lindas. E Jenn já mostrando sua energia dando tchauzinho para a gente.

O grande momento

Eu nem sei como descrever o meu primeiro contato com as duas. As duas autoras são pessoas incríveis. As duas muito simpáticas, carinhosas e receptivas. Eu estava tão nervosa. Minhas mãos tremiam. As fotos que fiz antes do momento estavam todas tremidas. Ainda bem que foi a Rafaela, funcionária da Travessa, que fez as fotos minhas com elas. Se fosse depender de selfie… estaria perdida.

Momento Jenn Sterling

Jenn Sterling

Eu e Jenn Sterling.

A primeira autora que conheci foi a Jenn Sterling. Ela é uma pessoa super astral, que brinca com todas as situações. Quando ela fala é impossível não ficar vidrada. Pois ela chama atenção e prende atenção. Na hora do astral, dentro do meu nervosismo, que não deixava sair um inglês descente da minha boca, expliquei que eu estava ainda conhecendo o trabalho dela. Que eu ainda ia começar a ler a continuação da obra dela. Ela foi super simpática. Ficou feliz de eu estar conhecendo o trabalho dela. Fizemos fotos juntas. Foi tão divertido. Ela conquistou meu coração.

OBS: Não sabia que era permitido autoras terem pernas lindas. Huahauhua brincadeirinha. A Jenn é uma mulher alta. Tem pernas definidas, mas aparentemente não são de academia. Quero uma perna dessas… mas no meu caso vai ter que ser de academia. hauhauhauha

Momento Tarryn Fisher

Eu comecei a ler a Tarryn Fisher em 2013. Na época ela só tinha lançado dois livros nos EUA. A literatura dela me conquistou de uma forma, que mesmo ela não escrevendo mais romances como nos seus primeiros trabalhos, eu continuo amando o que ela escreve. Eu conheço seus livros, sua personalidade literária, participo das discussões das suas obras. Então, por todos os anos acompanhando o trabalho dela… eu estava tão nervosa que meu estômago estava embrulhado.

Mas Tarryn é foda. Ela me recebeu de braços abertos. Marina já havia dito que nós erámos membros do Tarryn Fisher’s Passionate Little Nutcases/PLN (um grupo fechado de fãs da autora). Tarryn ficou muito feliz de estarmos lá (ela participa diariamente do grupo) e me deixou mais feliz quando disse: “Eu lembro de você. Me mostra o seu perfil do facebook”. Neste momento eu fui aos céus e voltei. Somos um grupo de quase 6 mil pessoas e ela recordou de mim. Conversei rapidamente e tortamente com ela, pois meu inglês não funciona bem nesses momentos. Depois tiramos fotos e ela autografou meus livros.

Obs: Ela é linda. Cheia de simpatia e amorosa. Quando eu tirar meus aparelhos eu espero ter um dente tão branco como os dela. Huahuahuaha

Momento PLNs

Foto reproduzida do Facebook da Tarryn

Foto reproduzida do Facebook da Tarryn

Quando eu achava que tinha tudo acabado, Marina informou para mim e para Janine que Tarryn pediu para a gente aguardar o término da sessão de autógrafos. Nós aguardamos bonitinhas. E ela deu um presentão para a gente. Fomos para o cantinho infantil da livraria, onde tem jogo da memória do Harry Porter, conversamos e fizemos várias fotos memoráveis.

Depois nós nos juntamos a Jenn Sterling. Que nos divertiu muito também. Ela é uma figura. Ela fez uma paródia com o funk “Baile da Favela” contando a história de como Tarryn perdeu o passaporte em Recife.

Grande Finale

j-sterling-tarryn-fisher-shopping

Tarryn e Jenn comprando sandálias

E quando eu achei que estava na hora de se despedir e ir para casa feliz pela noite que estava acabando. Tarryn e Jenn nos deram outro presentão. Convidaram a gente para acompanhá-las até uma loja de sapatos. Eu nunca imaginei que meu dia terminaria assim… fazendo compras com a minha autora favorita e com a querida Jenn. Duas autoras fodas no shopping e eu no meio. Como eu poderia imaginar? Inesquecível. Não foi?

Sobre as autoras

Tarryn Fisher e Jenn Sterling são autoras americanas, bestselling do The New York Times e de outras listas. Os livros delas chegaram no Brasil através da Editora Faro. Os livros publicados dela no Brasil são:

  • Tarryn Fisher: A oportunista (Resenha), A Perversa (Resenha) e O impostor.
  • Jenn Sterling: O Jogo Perfeito, Virando o Jogo e O jogo mais doce.

Jornalista. Moro em Niterói/RJ. Viciada em livros. Sempre acordo com olheiras, pois antes de dormir sempre penso “só mais um capítulo”. Em 2013, li cerca de 50 livros. Os que mais me marcaram foram “O lado bom da vida”, Tem Tiny Breaths, os das série Love me with lies, Breathing, Slammed e Hopeless. Para 2014, a meta é 70 livros.

One Response to Tarryn Fisher e J. Sterling fizeram meu dia

  1. 1
    Delia says:

    I blog frequently and I seriously thank you for your ininomatfor. The article has truly peaked my interest. I am going to take a note of your blog and keep checking for new information about once a week. I opted in for your Feed too.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

I blog frequently and I seriously thank you for your ininomatfor. The article has truly peaked my interest. I am going to take a note of your blog and keep checking for new information about once a week. I opted in for your Feed too.