Resenha: Mud Vein – Tarryn Fisher

mud-vein-tarryn-fisher

sinopse

When reclusive novelist Senna Richards wakes up on her thirty-third birthday, everything has changed. Caged behind an electrical fence, locked in a house in the middle of the snow, Senna is left to decode the clues to find out why she was taken. If she wants her freedom, she has to take a close look at her past. But, her past has a heartbeat…and her kidnapper is nowhere to be found. With her survival hanging by a thread, Senna soon realizes this is a game. A dangerous one. Only the truth can set her free.

dados-tecnicos

Título do livro: Mud Vein

Autora: Tarryn Fisher

Editora: Kindle

resenhando

Quando terminei de ler Mud Vein (MV), da Tarryn Fisher, eu estava em estado de choque. Meu coração apertado. Tudo ficou branco. Fiquei sem reação. Já se passaram semanas e acho que ainda estou perplexa. Talvez essa sensação passe. Ou não…

Pensei muito antes de resenhar, não tinha ideia por onde começar.

Na noite que terminei a leitura, enquanto tentava dormir, levantei algumas vezes para fazer anotações de algumas coisas que estavam passando pela minha cabeça.

Estava cheia de questionamentos, tais como: o feio pode ser bonito? o vazio é sempre tão vazio assim? O que não se sente, não se sente mesmo? Depois comecei a pensar sobre a verdade que liberta, mud vein, amor da vida, alma gêmea, chance, sobre morrer para salvar, salvar para morrer, feio, bonito…  algumas das questões levantadas no livro.

Sabe qual conclusão cheguei? Nenhuma.

Nesse sentimento de nada, na minha falta de reação. Decidi fazer umas pesquisas. Tarryn Fisher nos agradecimentos do livro comentou alguns blogs no qual ela enviou a publicação antecipadamente e que escreveram resenhas. Então, fui vasculhar o que as formadoras de opinião americana estavam escrevendo.  Depois disso, fiquei mais calma e conformada com minha reação. Muitas delas ficaram como eu. Estou sob efeito Mud Vein.

Vamos lá, então… sem spoilers.

Não adianta eu falar nada sobre Senna, Isaac, a cabana, carrossel, ou qualquer outra coisa do livro. Para você, o mundo criado em MV pode ser diferente do que eu vejo. (Clique aqui para saber sobre a história do livro)

Eu sei que amei o livro, mas não sei como justificar em palavras. Mas me atrevo dizer que Mud Vein é inteligente, emocional, honesto, doce, cruel, incrível, preto no branco. Apresenta um romance não típico, em uma história de autoconhecimento e sobrevivência.

É lindo.

Pessoal.

Tocante.

Complexo.

Você pode até achar que já leu algum livro assim. Mas creio que não tem nada parecido com Mud Vein.

A publicação é do tipo de leitura que te deixa com a cabeça a mil. Seu coração também. Todos os sentimentos do mundo passarão por você durante a leitura. Tarryn Fisher não tem pena de nós, pobres leitores. Por isso, tenho uma relação de amor e ódio por ela (risos).

Tudo em MV é verossímil.

Vivo.

Justo.

Durante a leitura, fui sufocada. Tarryn Fisher aqueceu, derreteu e depois arrancou meu coração. Fiquei sem ter capacidade de pensar em nada. Eu só sentia…

Foi então que percebi não adianta ficar quebrando a cabeça para compreender Senna. Mud Vein não é um livro para ser entendido. Ele é para ser sentido. E… eu senti. Senti cada gota do sangue que corre na veia de Senna, cada gota transcrita por Tarryn Fisher. Através das palavras, a autora fez com que o sangue da Mud Vein percorresse nas minhas veias até chegar ao meu coração.

Foi assim que fiquei em choque, perplexa, sem reação.

Tudo o que Tarryn Fisher escreve é bem amarrado e racional. A forma que ela desenvolveu a narrativa não se perde. A história é muito profunda e complexa. É isso que inquieta.

Dentre todas as histórias feias, Mud Vein é a mais linda de todas. Dou todas as estrelas de classificação literária para Mud Vein. Agradeço Tarryn Fisher pelo livro.

Então, se se interessou pela história, abra o coração.  Dê espaço para viver Senna.

Para Mud Vein não desejo boa leitura. Acho que o que se encaixa mais é dizer seja forte.

Assim sendo…

Força na leitura! Você vai precisar.

Jornalista. Moro em Niterói/RJ. Viciada em livros. Sempre acordo com olheiras, pois antes de dormir sempre penso “só mais um capítulo”. Em 2013, li cerca de 50 livros. Os que mais me marcaram foram “O lado bom da vida”, Tem Tiny Breaths, os das série Love me with lies, Breathing, Slammed e Hopeless. Para 2014, a meta é 70 livros.

6 Responses to Resenha: Mud Vein – Tarryn Fisher

  1. 1
    Pah says:

    UAU! Você adorou mesmo o livro né? Não conhecia a obra, mas fiquei curiosa

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

  2. 2
    Tayane Cristie says:

    Nossa, sua resenha está carrega de emoções. Já estava querendo ler esse livro, agora então… Você conseguiu me ganhar com a resenha, haha, mas vou esperar um momento em que eu esteja pronta para embarcar na leitura, porque eu também quero sentir o livro.
    Amei de mais sua resenha!
    Um beijo!
    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    • 2.1

      Tayane, eu fiquei muito emocional com o livro. Demorei a postar a resenha, pois senti que estava muito emotiva e quis saber se passando um tempo meus sentimentos mudariam. Semanas depois da leitura continuava do mesmo jeito. Então, publiquei do jeito que estava.

      O livro é bem forte, devido a complexidade dos personagens e das próprias coisas que acontecem no enredo. Quando estiver preparada, sei que terá uma boa leitura.

      Que bom que gostou da minha resenha!!! Obrigada!!!

      bjs

  3. 3
    Ingrid Honorio says:

    oi, estou louca pra ler esse livro e só encontro em inglês. 🙁
    você em inglês, ou traduzido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ingrid, eu li em inglês. A Tarryn Fisher está chegando no Brasil com a série Love me with Lies. Creio que se a série fizer sucesso vamos ter o Mud Vein em português também. rs
🙂
Beijos, Fernanda