Resenha: Irresistível (Trilogia da Lei – 2), de M.S. Fayes

Irresistivel_MS Fayes

sinopse

Poderia haver algo que freasse a impetuosa Fay Williams? Aparentemente apenas um homem com pulso firme poderia domar aquele furacão em forma de mulher. Quando Fay e Alex se encontram pela primeira vez, faíscas voam para todos os lados, deixando marcas em ambos. Eles nunca poderiam esperar que suas carreiras acabariam se encontrando tão próximas.

Ao invés de aliados, eles se viram oponentes na batalha travada entre seus desejos e seus corações. O único que podiam atestar afinal era que, o amor é simplesmente irresistível em toda a sua essência.

dados-tecnicos

Título do livro: Irresistível (Trilogia da Lei – 2)
Autor(a): M.S. Fayes
Editora: Publicação Independente

resenhando

Recentemente, recebemos um e-mail solicitando parceria com a autora M.S. Fayes. O contato veio através da Ludmila  Fukunaga, da Imperius – Revisões e Traduções, empresa responsável por assessorar a escritora. Depois de algumas trocas de e-mails, recebemos uma cópia da obra Irresistível, segundo volume da Trilogia da Lei. (Obrigada Ludmila e M.S. Fayes pela confiança!)

Irresistível (Trilogia da Lei # 2), escrito pela brasileira F.S. Fayes, conta a história da Fay Williams. Uma mulher de personalidade forte, desbocada, bem resolvida, dona da própria vida e que não tem medo de se realizar. Uma bela noite ela conhece Alex, um gato envolvente. Os dois se conectam rapidamente. Eles se entregam o ao prazer da noite. Mas na manhã seguinte, ela decide ir embora sem olhar para trás, sem deixar rastro. Afinal, ela era Fay Williams… a mulher que não se apega a nada.

“Fay aspirou o cheiro áspero de couro com uma essência totalmente masculina. Quando percebeu o rumo que a noite tomara, deu um sorriso maroto”.

Logo depois de ir embora, Fay percebe que fez a maior burrada da vida. Ela ficou marcada pelo Alex. Mas ela não decorou o endereço, não tinha como o reencontrar. Ficou a ver navios. Porém, quando tem que acontecer, acontece. Um belo dia, ela é convocada a ajudar em um caso policial e descobre que o promotor do caso é ninguém mais que o Alex.

O drama de Irresistível, o que impede Fay e Alex de ficarem juntos, está em volta dos temas: medo de amar, orgulho próprio, segredos, impulsos e medo de perder. Ou seja, sentimentos tão comuns do ser humano quando se trata de amor, que não tem como não continuar lendo para saber o desfecho, certo?

“Dois corações se quebraram naquele exato instante. Um por amar sem medo. O outro por ter medo de amar.”

No meio deste contexto, encontramos um texto deliciosamente sexy, com capítulos quentes. Os personagens são bem construídos. Há muita ação, em alguns momentos fiquei aflita e em outros dei boas gargalhadas. É um livro fácil de ler, pelo ritmo que a M.S. Fayes apresenta. Os capítulos são conexos. É narrado em terceira pessoa, focando mais na personagem da Fay. E, em alguns momentos, mostrava o ponto de vista do orgulhoso Alex.

“Fay afastou seus olhos dos de Alex com resignação. Ela devia realmente colher aquilo que plantou. Sentindo um nó na garganta grande o suficiente para sufocá-la, ela simplesmente apanhou suas coisas e deixou o amor de sua vida, mais uma vez para trás”.

Para quem está interessado em Irresistível. Não precisa se preocupar. A obra é independente de Absoluto, primeiro livro da série. Eu mesma ainda não tive a oportunidade de ler Absoluto e consegui ler Irresistível sem problemas. Nada na relação entre Fay e Alex ficou abalada por eu não ter lido o primeiro livro.

Claro que acompanhar o primeiro livro tem o seu valor. Por exemplo, quando eu comecei a fazer a resenha fiz aquela pesquisa básica e descobri que os principais personagens de Absoluto são Kate (amigona de Fay) e Gabe. Descobri que a história de Absoluto acontece juntamente com a história de Irresistível. Se eu tivesse lido Absoluto, eu saberia o que Gabe fez para Kate. (Isso na verdade foi um ponto em interrogação para mim e certamente terei que ler Absoluto para saber mais dessa história).

Sempre é bom estar em contato com literatura nacional.

Continuem lendo!! Sempre!!

Beijos, Fernanda D.

 

 

 

 

Jornalista. Moro em Niterói/RJ. Viciada em livros. Sempre acordo com olheiras, pois antes de dormir sempre penso “só mais um capítulo”. Em 2013, li cerca de 50 livros. Os que mais me marcaram foram “O lado bom da vida”, Tem Tiny Breaths, os das série Love me with lies, Breathing, Slammed e Hopeless. Para 2014, a meta é 70 livros.

6 Responses to Resenha: Irresistível (Trilogia da Lei – 2), de M.S. Fayes

  1. 1
    Carla says:

    Ei Fernanda!
    Eu já tinha visto esse livro na Amazon. Com essa mulher bonitona na capa, ele chama a atenção. Mas confesso que não fiquei intrigada com a história. Pareceu mais um pouco mais do mesmo. Mas depois da sua resenha, irei passar a considera-lo. As vezes essas histórias mais leves vem a calhar entre leituras mais pesadas né?
    Também preciso ampliar o meu mundo de livros nacionais. Qual o livro você sugere, um que vc tenha gostado bastante e recomenda?
    Beijos, Carla.
    http://lapiselivros.blogspot.com.br/

    • 1.1
      Fernanda D. says:

      Oi Carla,
      tudo bem??? Obrigada pelo o retorno.
      Bom… eu li dois romances de época de autores nacionais que curti. Dois que me agradaram foram: A Promessa da Rosa, da Babi A. Sette, e O Que Me Disseram as Flores, da Alane Brito.
      Eu tenho uma lista de autores nacionais que consegui em virtude da Biena. Ainda não li o trabalho deles, mas vou procurar saber mais. São eles:
      Rodrigo Marques
      Eliana Portella
      Lays Caminha
      Pedro Henrique Amaral
      Felipe Colbert
      Tammy Luciano
      Fernanda Belem
      Beijos, Fernanda D.

  2. 2
    Martinha says:

    oi, Fernanda!
    Adorei sua resenha! A Fay é minha personagem favorita e tenho um carinho diferente por ela.
    Realmente a obra eh simultânea aos acontecimentos de Absoluto, mas fiz questão de não amarrar os livros. Aprendi isso com a Tia Nora.
    Eu gosto de escrever romances realmente leves e lights, que permitam um relaxamento entre as leituras densas, como a Carla disse. Há escritores para todo tipo de estilos. O meu eh essa linha.
    Falta agora vc ir conhecer o Gabe… Garanto q vc não vai se arrepender…
    Obrigada, viu?

    Bjuuu

  3. 3
    Daniela says:

    A obra não chamou muito a minha atenção. :\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A obra não chamou muito a minha atenção. :\