Resenha: Em busca de Cinderela, de Colleen Hoover

em-bsca-de-cinderela-co-ho

sinopse

Neste conto da bem-sucedida e adorada série Hopeless, o leitor conhecerá melhor dois personagens secundários de “Um caso perdido”. Daniel está no breu do armário de vassouras da escola – o perfeito esconderijo para quem quer fugir do mundo real –, quando uma garota literalmente cai em cima dele. Às cegas, os dois vivem um curto romance, mesmo sem acreditar muito no amor. No fim a garota foge, como se realmente fosse a Cinderela e tivesse uma carruagem prestes a virar abóbora. Um ano depois, Daniel e sua princesa se reencontram, e percebem que é possível nutrir um amor de conto de fadas por alguém completamente real. Juntos, os dois irão perceber que fora do faz de conta, ficar juntos é bem mais difícil e os problemas de um casal são muito reais.

dados-tecnicos

Título do livro: Em busca de Cinderela
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera Record

resenhando

Em busca de Ciderela é um conto, que faz parte da série Hopeless e pode ser lido independentemente da leitura dos outros da série. O livro é narrado por Daniel, amigo de Holder. Para quem leu Sem Esperanças, segundo livro da série, deve se lembrar que Daniel conta para Holder que encontrou uma menina misteriosa no armário de vassouras do colégio, local que ele usava para se esconder. No escuro do closet eles pretendem que são dois apaixonados. Porém, a menina vai embora sem revelar para Daniel sua identidade.

A obra narra a história de Daniel, um ano após esbarrar com a Cinderela. No inicio do livro, ele termina o relacionamento com Val e conhece Six, melhor amiga da Sky. A atração é instantânea, mas Holder proíbe Daniel de tentar qualquer coisa com a Six. Então, Daniel e Six começam a namorar escondido.

Eu poderia até esconder que Six é a Cinderela. Mas não tem como fazer esse suspense. Na sinopse do livro, a própria autora conta. Porém, só depois da metade da história que a autora revela isso. Daniel descobre que Sky é a Cinderela, mas isso não garante que eles ficarão juntos. Ela tem um segredo e eles precisam saber se conseguem superá-lo.

O livro é bem pequeno. Muito fácil e gostoso de ler. O drama aparece mesmo no final do livro e logo é resolvido. Então, não é do tipo de história que você sofre com cada página virada. O que mais gostei do livro é o fato da Colleen destacou dois personagens pouco valorizados em Um Caso Perdido e Sem Esperança, porém tão importantes para os protagonistas da série. Sem falar que eu acabei descobrindo um pouco sobre como Sky e Holder continuaram vivendo.

Entendo Em busca da Cinderela como um presentinho da Colleen Hoover para os fãs da história de Sky e Holder. Sendo assim, super indicado para quem leu e curtiu a série Hopeless.

Continue lendo!

Beijos, Fernanda D.

Jornalista. Moro em Niterói/RJ. Viciada em livros. Sempre acordo com olheiras, pois antes de dormir sempre penso “só mais um capítulo”. Em 2013, li cerca de 50 livros. Os que mais me marcaram foram “O lado bom da vida”, Tem Tiny Breaths, os das série Love me with lies, Breathing, Slammed e Hopeless. Para 2014, a meta é 70 livros.

2 Responses to Resenha: Em busca de Cinderela, de Colleen Hoover

  1. 1
    Gabriela says:

    Olá,
    Já li dois livros da autora, gostei muito, mas admito que o tipo de livro que ela escreve não costuma e agradar. Então foi uma experiência boa, mas não pretendo repetir por não gostar muito desse gênero.
    Beijos.
    Memórias de Leitura – memorias-de-leitura.blogspot.com

  2. 2
    Carla says:

    Eu não cheguei a ler ‘Sem Esperanças’, não conheci o Daniel.
    Sempre tive a impressão desse ser um pouco sem graça, não?
    E ainda com essa coisa de ‘conto de fadas’… hahahaha
    Ai… dilema! Amo a Colleen mas não sei se dou uma chance pra esse aqui.
    A vantagem é que ele é pequenininho… é, vou pensar!

    Beijooos, Carla.
    http://lapiselivros.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu não cheguei a ler ‘Sem Esperanças’, não conheci o Daniel.
Sempre tive a impressão desse ser um pouco sem graça, não?
E ainda com essa coisa de ‘conto de fadas’… hahahaha
Ai… dilema! Amo a Colleen mas não sei se dou uma chance pra esse aqui.
A vantagem é que ele é pequenininho… é, vou pensar!

Beijooos, Carla.
http://lapiselivros.blogspot.com.br/