Estante,  Resenhas

Resenha: Dirty Red – Tarryn Fisher

dirty-red-tarryn-fisher


sinopse

Dear Opportunist, 

You thought you could take him from me, but you lost. Now, that he’s mine I’ll do anything to keep him. Do you doubt me? I have everything that was supposed to be yours. In case you were wondering; he doesn’t ever think about you anymore. I won’t let him go….ever.

Dirty Red

Leah Smith finally has everything she has ever wanted. Except she doesn’t. Her marriage feels more like a loan than a lifelong commitment, and the image she has worked so hard to build is fraying before her eyes. With a new role and a past full of secrets, Leah must decide how far she is willing to go to keep what she has stolen.

dados-tecnicos

Título do livro: Dirty Red

Autor: Tarryn Fisher

Editora: Kindle

resenhando

Dirty Red é o segundo livro da série Love me with Lies, da Tarryn Fisher. Ele narra à versão da Leah Smith, na fase da história, esposa de Caleb.

Em The Opportunist, nós não conhecemos muito sobre Leah. Só sabemos que ela é uma mulher desesperada para que seu namorado recupere a memória, para que ele volte a amar. Eu morro de pena dela na história. E         quando peguei o Dirty Red para ler, pensei que seria um tipo de livro sofrido. Porém, mais uma vez, Tarryn Fisher surpreendeu.

Bom, de certo modo, Leah Smith (carinhosamente chamada de Dirty Red por Carmine) é muito parecida com Olivia.  Ela também carrega os adjetivos: manipuladora, orgulhosa, mentirosa, egoísta, calculista e trapaceira.  Claro que elas possuem muitas diferenças. Mas uma diferença que me chamou atenção é que Olivia tem sentimento de culpa e Leah, não.

I have done a number of things to keep this man. I have lied and cheated. I have been sexy and meek, fierce and vulnerable. I have been everything but myself.

No segundo livro da série, Leah se torna mãe para tentar segurar seu casamento, para impedir que Caleb volte para Olivia. Mas o instinto maternal não existe em ela. Leah como mãe é um desastre. É revoltante partes do livro, mas ao mesmo tempo chega a ser cômico.

Who raises their own children anymore?

O livro é desenvolvido igualmente ao primeiro. Tarryn Fisher escreveu os capítulos entre presente e passado, fazendo com que a gente entenda os comportamentos dos personagens. E nessa passagem de tempo, percebe-se que Leah é uma pessoa que desde sempre vem buscando ser amada. E a única pessoa que demonstrou amor, compaixão, cuidado e amizade por ela foi Caleb. Mas quando Olivia retorna para a vida dele, ela vai fazer de tudo para afastar os dois.

I knew he never loved me like he loved her, but I wanted him anyway. I knew his love for me was conditional, but I wanted him anyway. I knew I was second choice, but I wanted him anyway. But, this was too much.

As fãs de Olivia podem ficar injuriadas com Leah. Mas eu amei cada pimenta que Terryn Fisher colocou na leitura. A Leah pega pesado e não deixa barato. Ela faz qualquer coisa para manter Caleb com ela, longe da Olivia.

Esse livro deve ser adicionado na sua estante. Boa leitura!!

Posts relacionados

Resenha: F*ck Love, de Tarryn Fisher

Resenha: F*ck Love, de Tarryn Fisher

Por mais livros bons como este. ...leia mais

Resenha: Marrow, de Tarryn Fisher

Resenha: Marrow, de Tarryn Fisher

Livro difícil de resenhar. ...leia mais

Resenha: Never Never, das autoras Colleen Hoover e Tarryn Fisher

Resenha: Never Never, das autoras Colleen Hoover e Tarryn Fisher

Depois de esperar tanto pelo livro Never Never, escritos por duas brilhantes autoras, CoHo e TaFi, só tenho uma coisa ...leia mais

Resenha: Mud Vein - Tarryn Fisher

Resenha: Mud Vein - Tarryn Fisher

Dentre todas as histórias feias, Mud Vein é a mais linda de todas. Dou todas as estrelas de classificação literária ...leia mais

Resenha: The Opportunist - Tarryn Fisher

Resenha: The Opportunist - Tarryn Fisher

Em The Opportunist, os personagens traçam seus destinos através de escolhas boas, ruins ou egoístas. Poderia dar repulsa uma história ...leia mais

Fernanda Drumond

Leitora, resenhista, jornalista, profissional do marketing e futura escritora. Aquariana, sonhadora e idealista. Sou de Niterói/RJ, uma legítima papa goiaba. Mãe da Estrela, minha bagunceira de quatro patas. Nunca deixo de sair de casa sem minha carteira, meu óculos e meu kindle. Prefiro digital do que físico. Minha motivação de vida é ajudar as pessoas a escreverem suas histórias.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.